SITEL

CETEL

CETEL - CENTRAL DE TRATAMENTO DE EFLUENTES L√ćQUIDOS - COMPLEXO AUTOMOTIVO GM

1 - Descrição da Atividade

A CETEL, localizada no Complexo Automotivo GM em Gravata√≠ - RS, realiza o tratamento de efluentes industriais diversos e sanit√°rios e a segrega√ß√£o de borra oleosa provenientes das instala√ß√Ķes da General Motors do Brasil e Sistemistas, assim como o tratamento dos res√≠duos gerados.

A CETEL tem como objetivo garantir a qualidade do efluente líquido tratado conforme licença de operação, visando à minimização dos impactos significativos e a proteção ao Meio Ambiente.

Vista aérea

Vista aérea

A esta√ß√£o de tratamento diferencia-se, pois, √© a √ļnica unidade de tratamento f√≠sico-qu√≠mico da CORSAN, vinculada √† Superintend√™ncia do Sistema Integrado de Tratamento de Efluentes L√≠quidos - SITEL atuando no mercado de tratamento de efluentes l√≠quidos automotivos.

A unidade conta com Laboratório de Análises Ambientais credenciado junto à FEPAM onde são realizadas análises para caracterização do efluente bruto, monitoramento operacional e atendimento à licença de operação gerando assim dados com qualidade para o monitoramento do processo de tratamento.

Os procedimentos operacionais s√£o realizados com o aux√≠lio de Sistema Supervis√≥rio onde as informa√ß√Ķes s√£o gerenciadas pelo (CLP), permitindo assim r√°pido acesso a informa√ß√£o contribuindo significativamente para o controle operacional.

2 - Processo

O processo de tratamento da CETEL pode ser classificado de cinco maneiras.

Gradeamento

Gradeamento

No tratamento preliminar é feita a remoção de sólidos grosseiros através de gradeamento ecaixas de areia (efluentes industriais e sanitários), depois medição de vazão e remoçãofísica de óleo (efluente oleoso).
O tratamento físico-químico consiste em realizar o tratamento dos efluentes ELPO (pintura eletroforética), Oleoso e Industrial em bateladas, definição dos produtos químicos e dosagens através de testes no laboratório.


Tratamento efluente industrial

Tratamento efluente industrial

Posteriormente, no efluente bruto aplica-se coagulantes para remo√ß√£o de s√≥lidos suspensos, carga org√Ęnica e metais pesados al√©m da adi√ß√£o de pol√≠mero sint√©tico para a flocula√ß√£o.


Laboratório Cetel

Laboratório

Os flocos são decantados (geração de lodo) e o efluente líquido tratado é encaminhado para o tratamento secundário.


Tanque de floculação

Tanque de floculação


Lagoa de aeração

Lagoa de aeração

O Tratamento Secundário consiste em realizar o tratamento do efluente sanitário em conjunto com os efluentes provenientes do tratamento físico-químico em um sistema de lagoas composto por Lagoa de Aeração, Lagoa de Decantação e Lagoa de Polimento.

Após, o efluente tratado é enviado para a realização de Tratamento Complementar na ETE Parque dos Anjos, operada pela CORSAN, e que consiste em um sistema de lagoas de estabilização em série Anaeróbias, Facultativas e de Maturação que recebem os esgotos sanitários do Município de Gravataí, assim como os efluentes previamente tratados do Complexo Automotivo da GM (CETEL) e efluentes sanitários da PIRELLI.


Filtro prensa

Filtro prensa

O tratamento de Lodo na CETEL consiste em realizar a desidratação do lodo líquido em filtro prensa visando conferir-lhes densidade e umidade mínima para disposição do resíduo sólido em aterro industrial.

Este lodo líquido é gerado na etapa de decantação do tratamento físico-químico.